Obs.: você está visualizando a versão para impressão desta página.
AcessibilidadeVer em LibrasCursor grandePausar animações
O Eterno Grão-Mestre Haeng Ung Lee se comprometeu a melhorar o mundo ensinando os valores da vida por meio das artes marciais como o fundador da ATA International (ATA).
Lee também fundou a World Traditional Taekwondo Union (WTTU) e a Songahm Taekwondo Federation (STF). Coletivamente, essas organizações esportivas são agora uma organização conhecida como ATA International e mantêm mais de 300.000 membros ativos em todo o mundo por meio de suas 1.200 escolas na América do Sul, África, Europa, Ásia, Austrália e América do Norte. Além disso, a ATA é uma das maiores organizações de artes marciais dedicadas ao esporte taekwondo do mundo.
Lee nasceu na Manchúria, China em 1936. Pouco depois da Segunda Guerra Mundial, sua família se mudou para a Coreia, e Lee começou seu treinamento de artes marciais em 1953. Em 1956, ele entrou no Exército Coreano como treinador de tropas especiais e se afastou do serviço três anos depois para ensinar taekwondo na Base Aérea Americana de Osan.
Enquanto ensinava na base, Lee conheceu e treinou o soldado americano Richard Reed. Na conclusão de seu serviço em 1962, Reed voltou aos Estados Unidos e convidou Lee para se juntar a ele.
Lee se estabeleceu como instrutor de taekwondo em Omaha, Nebraska, onde ele e (agora) o Grand Master Reed se tornaram sócios em uma escola de artes marciais. Em 1969, Lee fundou a ATA, e escolas começaram a abrir em todo o país. Em 1973, ele se tornou um cidadão americano.
Em 1977, Lee mudou a sede internacional da ATA para Little Rock, citando semelhanças entre a paisagem do estado e sua terra natal coreana.
Lee introduziu a filosofia Songahm do taekwondo em 1983, após vários anos de desenvolvimento. A filosofia difere dos estilos tradicionais de taekwondo porque reflete mais claramente a força e a beleza do atleta e das técnicas de chute. Mais importante ainda, ele inspira os valores essenciais de caráter forte e autoestima positiva. Ele continuou melhorando o currículo de Songahm Taekwondo ao longo de sua vida.
Em 1990, Lee testou para o distinto posto de faixa preta do 9º dan, e uma petição foi assinada por mais de 100.000 membros da ATA para que ele fosse homenageado com o título de Grand Master. Ainda hoje, ele é reconhecido como o primeiro e único Mestre da história a adquirir o título e a honra de Grand Master de 9º dan sob documentação pública.
Em 1999, o Eterno Grão-Mestre Lee apresentou seu lema, "Hoje impossível, amanhã possível”, quando escoltou um grupo de instrutores de artes marciais ao estado comunista da Coreia do Norte. As autoridades nacionais reconheceram Lee como um diplomata importante que ajudou a trazer a paz às duas Coreias. Por sua dedicação, o presidente coreano, Dae Jung Kim concedeu ao Grand Master Lee o maior prêmio humanitário possível daquele país.
Em 2003, uma petição foi aprovada para elevar o Grand Master H.U. Lee à faixa preta 10º dan e a distinção de Eternal Grand Master, a posição mais alta alcançável na filosofia de Songahm Taekwondo.